domingo, 17 de junho de 2012

Uísque

Quisera eu
ter o voo sereno
das distantes gaivotas.

Por ora, só a paz dos idiotas.

2 comentários:

  1. Só para deixar um oi e registrar o quanto me identifico com a tua poesia.
    Beijos.

    ResponderExcluir